Intolerância à frutose: saiba por que essa condição requer cuidado

Desde criança ouvimos dizer que comer frutas e legumes é importante para saúde. No, entanto, para algumas pessoas elas podem trazer mais riscos do que benefícios, principalmente para quem sofre de intolerância à frutose.

A frutose é o açúcar das frutas, que também é encontrado em outros vegetais e em alguns alimentos processados.

A intolerância à frutose pode levar ao aparecimento de alguns sintomas, como náuseas, diarreia e dor abdominal (Foto: silviaritaPixabay)

A intolerância à frutose é causa pela deficiência de uma enzima presente no intestino que digere a frutose. Quando ocorre uma ingestão aumentada deste açúcar, a sua digestão incompleta permite que as bactérias da microbiota intestinal fermentem excessivamente o bolo fecal, provocando os sintomas como distensão abdominal, gases e dor abdominal.

Por isso, pessoas que possuem tal intolerância alimentar devem buscar alternativas para suprir as necessidades de vitaminas e minerais presentes nas frutas.

No caso da vitamina C, por exemplo, pode ser preciso fazer suplementação.

Intolerância à frutose tem cura?

Ao contrário da intolerância à lactose, que pode ser controlada com a ingestão de cápsulas de enzima, a intolerância à frutose não tem tratamento.

A única forma eliminar os sintomas é alterar a dieta com redução de frutas e outros alimentos que contenham frutose.

Alimentos que não devem ser consumidos por pessoas com intolerância à frutose

O grau de tolerância a alguns alimentos dessa lista (exceto frutas) pode variar de pessoa para pessoa.

  • Frutas e outros vegetais, como cogumelos, brócolis, alho poró, ervilha e alcachofra;
  • Milho e trigo sarraceno ou produtos feitos com esses cereais;
  • Iogurtes e sorvetes de frutas;
  • Refrigerantes;
  • Sucos de caixinha;
  • Barras de cereais;
  • Ketchup, maionese e molhos industrializados;
  • Mel artificial;
  • Produtos diet e light;
  • Chocolates, bolos e pudins prontos;
  • Comidas prontas;
  • Carnes processadas e embutidos;
  • Caramelo, açúcar branco, mel, melaço, xarope de milho, frutose, sacarose e sorbitol.

O acompanhamento com nutricionista é muito importante para manter o
equilíbrio de nutrientes da dieta com a redução de alimentos ricos em frutose.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.